nanapoli.com

Tratamentos Tópicos para Acne: 8 Opções para Eliminá-la da sua Pele

Esse artigo tem o intuito de informar sobre os possíveis tratamentos tópicos para acne, e não receitar ou prescrever tratamentos. Para decidir melhor qual seria o melhor tratamento para você, continue pesquisando sobre o tema e procure um dermatologista para te auxiliar!

O que é acne?

mulher com acne

A acne é uma doença crônica multifatorial. Ela ocorre quando os folículos pilosos da pele, que são pequenas aberturas que contêm um pelo e uma glândula sebácea, ficam obstruídos por sebo, células mortas da pele e bactérias. Isso resulta no surgimento de lesões características, como cravos, espinhas, pápulas, pústulas, nódulos ou cistos.

No Brasil, a acne tem uma alta incidência, afetando grande parte da população. Estima-se que cerca de 80% dos jovens brasileiros entre 12 e 25 anos sejam afetados pela acne em algum grau. Além disso, a acne também pode persistir ou surgir em idades mais avançadas, afetando homens e mulheres na idade adulta.

A acne pode ter um impacto significativo na qualidade de vida das pessoas afetadas. Além do desconforto físico, as lesões inflamadas e visíveis podem causar constrangimento, baixa autoestima e até mesmo problemas emocionais, como ansiedade e depressão. Além disso, a acne pode deixar cicatrizes permanentes na pele.

Felizmente, existem várias opções de tratamentos tópicos para ajudar a controlar a acne. Os tratamentos tópicos são aplicados diretamente na pele e podem incluir ingredientes como peróxido de benzoíla, retinoides, ácido salicílico e antibióticos.

Nesse artigo listamos oito opções de tratamentos tópicos para acne que você deve explorar antes de começar seu tratamento:

Opções de tratamentos tópicos para acne de venda livre:

1. Peróxido de Benzoíla

Super eficaz

Acnase Gel

Uma das marcas mais populares e acessíveis de peróxido de benzoíla no Brasil

O peróxido de benzoíla é um dos tratamentos tópicos para a acne mais utilizados no mundo todo. Ele atua como um agente antimicrobiano, combatendo as bactérias P. acnes, que contribuem para o desenvolvimento da acne. Além disso, o peróxido de benzoíla possui propriedades queratolíticas, ajudando a remover as células mortas da pele e desobstruir os poros.

O peróxido de benzoíla é ótimo para tratar a acne inflamatória em todos os graus. Infelizmente, seu efeito para cravos e comedões fechados não é tão satisfatório.

Quanto aos efeitos colaterais, o peróxido de benzoíla pode causar irritação, vermelhidão, descamação e ressecamento da pele. Esses efeitos geralmente são leves e transitórios, mas é importante utilizar o produto conforme as instruções da bula.

2. Ácido Salicílico

Popular

Gel de Limpeza Principia

Uma das apresentações mais populares de ácido salicílico é em géis de limpeza. Essa é uma ótima opção para a limpeza profunda da pele e o controle da oleosidade.

O ácido salicílico é um beta-hidroxiácido (BHA) utilizado no tratamento da acne e de outras condições dermatológicas. O ácido salicílico penetra nos poros da pele, ajudando a remover as células mortas e a desobstruir os poros. Além disso, o ácido salicílico possui propriedades anti-inflamatórias, reduzindo a vermelhidão e a inflamação associadas à acne.

Hoje em dia existem muitas opções de produtos cosméticos com ácido salicílico. É importante ressaltar que esse ativo também pode sensibilizar a pele e causar o efeito contrário do que desejamos: mais espinhas. Por isso evite utilizar, ao mesmo tempo, muitos produtos que contenham ácido salicílico: escolha apenas um com o ativo para sua rotina de cuidados com a pele.

3. Óleo de Melaleuca

Interessante

Óleo antiacne Sallve

Prefira o óleo de melaleuca em formulações já “preparadas” para o cuidado com a pele, e evite usar o óleo puro diretamente na sua pele!

O óleo de melaleuca, também conhecido como óleo de tea tree, é um óleo essencial extraído das folhas da árvore Melaleuca alternifolia, nativa da Austrália. Esse óleo é amplamente utilizado na indústria de skincare devido às suas propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias. Ele é comumente utilizado no tratamento da acne devido à sua capacidade de combater as bactérias causadoras da acne, como a P. acnes, e reduzir a inflamação na pele.

Os resultados do tratamento com óleo de melaleuca podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente é necessário usar o produto regularmente por várias semanas para começar a ver resultados significativos na redução da acne. Apesar disso, algumas pessoas podem ser sensíveis ao óleo de melaleuca e apresentar efeitos colaterais como irritação, vermelhidão e descamação da pele. Antes de usar o óleo de melaleuca, é recomendado realizar um teste de sensibilidade em uma pequena área da pele e consultar um dermatologista para obter orientação adequada sobre o uso e a concentração correta do produto.

Embora muitas pessoas relatem benefícios no uso do óleo de melaleuca para a acne, a eficácia pode variar dependendo da gravidade da acne!

4. Enxofre

Opção econômica

Sabonete de Enxofre Granado

O sabonete de enxofre deve ser utilizado no passo de tratamento da sua rotina de skincare. Evite usar todos os dias para não ressecar demais a pele!

O enxofre é um elemento químico naturalmente encontrado na natureza e também pode ser produzido sinteticamente. O enxofre ajuda a reduzir a oleosidade da pele, desobstruir os poros e combater as bactérias e fungos que contribuem para a formação da acne.

Também é um agente queratolítico que vai “desgrudar” os fungos presentes na pele do estrato córneo! Quando aplicado na pele, o enxofre produz ácido pantotênico, que é tóxico para fungos. Sendo assim, o enxofre é perfeito para tratar a “acne fúngica” e outras doenças da pele como foliculite e dermatite seborréica.

5. Ácido Azelaico

Ótimo para manchas pós acne

Ácido azeláico The Ordinary

Hoje em dia o ácido azeláico vem se popularizando entre diferentes marcas de produtos de skincare, e é uma excelente opção para tratar graus leves de acne e manchas na pele.

O ácido azelaico é um composto derivado de grãos integrais, como o trigo e a cevada. Ele é amplamente utilizado na indústria de cuidados da pele devido às suas propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e despigmentantes. O ácido azelaico é eficaz no tratamento da acne, pois ajuda a reduzir a produção excessiva de queratina, normaliza a descamação da pele e combate as bactérias P. acnes. Além disso, ele também pode ajudar a reduzir a inflamação associada à acne, melhorando a aparência geral da pele.

O ácido azelaico pode ser utilizado em diferentes concentrações, variando de acordo com a prescrição médica. É um tratamento bem tolerado, com baixa incidência de efeitos colaterais. No entanto, algumas pessoas podem experimentar irritação, vermelhidão ou descamação leve. Geralmente, o ácido azelaico é considerado uma opção eficaz para o tratamento da acne leve a moderada.

Opções de tratamentos tópicos para acne que requerem receita e indicação médica

6. Tretinoína

tretinoina tratamento tópico da acne

A tretinoína é um retinoide derivado da vitamina A que é frequentemente utilizada no tratamento da acne. Ela atua estimulando a renovação celular da pele, ajudando a desobstruir os poros e prevenir a formação de cravos e espinhas. Além disso, a tretinoína também possui propriedades anti-inflamatórias, o que pode reduzir a vermelhidão e a inflamação associadas à acne. A eficácia da tretinoína no tratamento da acne tem sido amplamente comprovada. Ela é especialmente eficaz no tratamento de acne comedogênica, que é caracterizada por poros obstruídos e formação de cravos.

A tretinoína pode ser prescrita em diferentes concentrações, dependendo da gravidade da acne e da tolerância individual. É importante notar que a tretinoína pode causar irritação e ressecamento da pele durante as primeiras semanas de uso, mas esses efeitos colaterais geralmente diminuem com o tempo.

O uso da tretinoína deve ser feito conforme as instruções do médico dermatologista. Esse medicamento só pode ser adquirido com receita médica.

7. Adapaleno

adapaleno tratamentos tópicos para acne

O adapaleno é um retinoide sintético de terceira geração que é amplamente utilizado no tratamento da acne. Ele atua diminuindo a formação de cravos e espinhas, ajudando a desobstruir os poros e prevenindo o acúmulo de células mortas na pele. Além disso, o adapaleno possui propriedades anti-inflamatórias, o que auxilia na redução da vermelhidão e da inflamação associadas à acne. Sua eficácia no tratamento da acne tem sido comprovada em vários estudos clínicos, sendo especialmente eficaz no tratamento da acne comedogênica.

O adapaleno pode ser encontrado em forma de gel ou creme, e é geralmente aplicado uma vez ao dia, à noite, em áreas afetadas pela acne. É importante ressaltar que o adapaleno pode causar irritação inicialmente, como vermelhidão, descamação e sensibilidade da pele, mas esses efeitos colaterais costumam diminuir com o uso contínuo.

O adapaleno também requer venda sob prescrição médica – converse com seu dermatologista sobre essa opção de tratamento para a acne!

8. Clindamicina

clindamicina

A clindamicina tópica é um medicamento antibiótico utilizado no tratamento da acne. Ela pertence à classe dos lincosamidas e atua combatendo as bactérias responsáveis pelo desenvolvimento da acne, especialmente a P. acnes. A clindamicina tópica é aplicada diretamente na pele afetada pela acne, onde age reduzindo a quantidade de bactérias presentes e diminuindo a inflamação. A eficácia da clindamicina tópica no tratamento da acne tem sido amplamente comprovada, especialmente no controle das lesões inflamadas.

No entanto, é importante destacar que o uso prolongado de antibióticos tópicos pode levar ao desenvolvimento de resistência bacteriana, tornando o tratamento menos eficaz ao longo do tempo. Por isso, é comum a combinação da clindamicina tópica com outros agentes, como o peróxido de benzoíla, para maximizar os resultados e reduzir a resistência bacteriana.

A clindamicina tópica deve ser utilizada sob orientação e receita médica e, assim como outros medicamentos tópicos, pode causar efeitos colaterais como irritação, vermelhidão e descamação da pele. É recomendado seguir as instruções médicas quanto ao uso e duração do tratamento com clindamicina tópica.

compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *